PRIVATE PLACE
PRIM/VER 20





Conceito
O nosso corpo é o nosso lugar mais privado. É o espaço que a nossa alma habita e onde guardamos o nosso conhecimento, as nossas memórias, experiências, emoções e sentimentos.
Neste lugar deixamos entrar e sair o que queremos e quem queremos, quando queremos. Umas vezes cuidamos dele, outras não o respeitamos. Umas vezes mostramos mais, outras escondemos consoante o nosso estado de espirito.
Esta coleção fala da forma como nos relacionamos com o nosso corpo ao longo dos tempos e como os outros o veem e se relacionam com ele. Que partes fomos destacando e embelezando no decorrer dos diferentes momentos da história. Da audácia, do pudor e do direito a decidir o que fazer com ele. Da ditadura que os conceitos de beleza nos impõem e que nos leva a sacrifica-lo. Da forma como o usamos para nos expressarmos.
Este desfile pretende ilustrar também alguns statements como:
My body, my language.
My body, my home.
My body, my place.
My body, not yours.

Detalhes
Apropriação de detalhes e técnicas de roupa interior, intimamente ligada ao corpo, como forma de o tapar ou embelezar, aqui subvertidas e aplicadas a outro tipo de peças. Criação de volumes através da técnica usada nos saiotes e crinolinas, em partes inesperadas das peças. Criação de padrões sobre malha de tule nude (second skin) através da aplicação de vários elementos como se estivéssemos a desenhar no corpo. Representação de lingerie, no exterior das peças, de uma forma estilizada.

Materiais
Vários tecidos reciclados, popelines de algodão, gangas, tecidos manipulados, organza, seda, viscoses, ganga, linho, mousseline, crepes, chifons, marrocains.

Parcerias
Calçado – NOBRAND
︎︎︎